quinta-feira, 17 de Abril de 2014

O meu lado (mais que) imperfeito.

Olá a todas (os)

Dizem que a gente para estar de bem com a vida deve aceitar os seus próprios defeitos para conseguir viver sem um constante sentimento de culpa. Nessa perspectiva hoje venho partilhar convosco o meu lado (mais que) imperfeito.

Imagem retirada
daqui 

- Sou fixada em arrumação. A desorganização deixa-me "passada"
-Não suporto ouvir mastigar, principalmente coisas crocantes tipo pipocas e batatas fritas, quando eu não o estou a fazer (quando  estou,   abstraio-me desse barulho irritante).
- Não sou capaz de esquecer o mal que me fazem (quando é um mal grande), perdoo mas não esqueço NUNCA.
- Apesar de apanhar muitas vezes na cara, acabo por cometer muitas vezes o mesmo erro, com pessoas diferentes.
- Quando estou a cozinhar, a cozinha tem de ser só minha, não me entendo com gente à volta.
- Sou uma pessoa muito ansiosa quando tenho de sair fora da rotina com a família, ou noutras situações completamente novas
- Sou muito resmungona
- Digo muitos impropérios quando fico zangada (sózinha para ninguém ouvir, principalmente as crianças)
- Tenho dificuldade em delegar tarefas, espero sempre que alguém faça sem que eu peça (daí eu andar a cada passo hiper cansada).
- Tem muitas situações em que eu falo mais do que o que devo, mas quando se me solta a língua, ninguém mais a segura (tenho de me conrolar mais)
- Preocupo-me mais com o bem estar dos outros do que com o meu.
- Detesto esperar e detesto que esperem por mim.
- Tenho dificuldade em parar e relaxar.
- Não gosto de deixar de gostar alguém, mexe demais com as minhas emoções, prefiro a fase após, a da indiferença.
Pronto, já chega, antes que vos afuguente a todas (os).
Beijos e abraços

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Petição para salvar a floresta tropical


"A aprovação do plano para liberar a enorme área de floresta para plantações de óleo de palma, mineração e papel é um desastre ambiental de proporções catastróficas. Este é o último lugar seguro para várias espécies já em sérios apuros.
Como embaixador da UE para a Indonésia, o Sr. Olof Skoog pode dar o apoio político e técnico necessário para o governo local analisar corretamente o projeto atual de destruição e convencê-lo a proteger a parte mais frágil dessa floresta tropical. Já existe apoio considerável para esta solução de vários países membros da UE, mas é preciso uma abordagem coordenada para para que haja impacto sobre as autoridades locais, e o Embaixador Skoog é a pessoa ideal para fazer isso.
A UE tem sido um dos principais doadores para o desenvolvimento sustentável de Sumatra e o embaixador Skoog deveria se sentir obrigado a garantir que os ganhos obtidos através deste investimento não sejam colocados em risco por causa desse projeto de destruição. Nossos contatos nos disseram que a única razão pela qual ele não fez nada ainda é porque não se deu conta do quão importante é esse assunto e o que ele pode fazer.
A maior batalha para salvar esta floresta tropical ainda não foi vencida. Vamos aumentar a pressão sobre o embaixador e deixá-lo ciente de que estamos contando com ele para salvar uma das florestas mais importantes do planeta. Clique abaixo para assinar a petição:

http://www.avaaz.org/po/aceh_rainforest_petition_loc/?tGsUJeb

Contra todas as probabilidades, ajudamos a adiar a aprovação deste plano, assegurando que o governo nacional tomasse medidas para alterá-lo. Nossas vozes claramente tiveram um impacto enorme e quando a nossa petição foi entregue ao Ministério do Interior em dezembro passado, eles prestaram muita atenção ao nosso pedido. Agora, é hora de focar nossa energia no Embaixador da UE e nos certificar de que salvaremos este lugar de uma vez por todas!
Com esperança e determinação,
Lisa, Emma, Ari, Sayeeda, Emily, Ricken e toda equipe da Avaaz"

A luta que se trava para salvar o planeta é diária, quer na salvação de espécies, quer na luta pela igualdade e direitos do ser humano. A Avaaz é uma comunidade que tudo faz para dar o seu contributo. Eu sou membro da comunidade há já alguns meses e por isso já assinei mais esta petição.
Espero conseguir mais alguns membros para a comunidade porque a união é a força que pode salvar muitas vidas.



Beijos e abraços 

Ontem o correio veio carregado de prendinhas...

enviadas pela minha querida amiga Rosinha. Adoramos tudo, tudo! Eu fiquei embasbacada, uma vez que não estou habituada a ser assim presenteada porque sim, e também porque não tive tempo de fazer nada de jeito para lhe enviar. Eu sou mesmo assim, fico feliz em receber, mas o meu grande prazer passa mesmo por oferecer. Fico comovida pelo carinho, pela amizade que a Rosinha me tem demonstrado desde que nos conhecemos e por isso merece honras e agradecimentos públicos. Um Grande Obrigada querida amiga por todo o afeto.
Agora partilho convosco tudinho o que ela nos enviou


Lacinhos que a Maria Rita usou de imediato, a bandolete à tarde e os lacinhos à noite quando fomos caminhar. 


Fio e pulseira para a Ana João


A nossa segunda coelhinha da Páscoa, super feminina e um coração que já habita no espelho do quarto das pequenas


Um lindo cestinho em trapilho, muito útil e versátil


Um lindo colar em trapilho e umas havainas super originais enfeitadas de trapilho multicolor. O mais fantástico é que estas assentaram-me na perfeição!


Tudo lindo, tal como vos disse. Digam lá se não sou uma sortuda em ter ganho uma amiga tão generosa!

Beijos e abraços

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Garrafa de sumo = suporte para sacos de plástico

Hoje venho partilhar convosco uma forma de fazer um suporte para sacos de plástico retirada daqui.
Uma ideia ótima para reutilizar garrafas de refigerantes e ótima para mantermos os sacos todos arrumadinhos.

Basta fazer e recortar o formato de uma boca na parte superior da garrafa, local pelo qual entram os sacos e cortar o gargalo para haver espaço para os sacos sairem



Enfeitar a gosto e está pronto

Agora é só a arranjar forma de o pendurar na parede, ou no interior da porta do armário das arrumações.


Beijos e abraços

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Não é mesmo esse o caminho...canto mesmo mal!

No sábado foi dia de passear à beira-mar. Foi dia de feira de chocolate.Foi dia de observar a Póvoa cheia de gente na rua. Foi dia de vários espetáculos ao ar livre: o palhaço animar a criançada, o malabarista em cima de uma monociclo gigante, que passou de malabarista a tocador de acordeão e que, pelo talento demonstrado, teve o direito bem merecido a uma moeda; a tuna que cantava lindamente e que também teve direito a uma moeda. Às tantas diz-me a Maria Rita: pois é mãe, eles merecem mesmo, mas a dares assim moedas quem vai ter de cantar para ter dinheiro vais ser tu! (eheheh, muito razoável a minha pequena)



Beijos e abraços




sexta-feira, 11 de Abril de 2014

E seguiu um foguetão em direção...

ao " panda e os amigos".
A Maria Rita é muito determinada. Quando mete uma ideia na cabeça é muito dificil de lá a tirar e teima até à exaustão. Há dias meteu na cabecinha que tinha de concorrer com o desenho de um foguetão ao "panda e os amigos" para se habilitar a ganhar um panda de peluche que aparece na revista. Neste caso não precisava de teimar porque a ideia era boa e experiência também, mas fê-lo até eu tomar a inicitiva de a ajudar (enquanto não se inicia o projeto, não dá tréguas). Lá fizemos muito esboços de foguetões até encontrarmos um, que para além de colorido fosse original. A quatro mãos nasceu este desenho que seguiu hoje pelo correio e deixou um coraçãozinho em casa cheio de expectativas.



As letras são imans que colam o desenho ao frigorifico para a foto

A mãe nunca foi grande espingarda a desenho, o que dá para notar-se, mas o mais importante de tudo foi a concretização da ideia e o trabalho em equipa que é sempre muito compensador.

Bom fim-de-semana

Beijos e abraços

Pacotes de leite=embalagens de amêndoas da Páscoa

Ontem foi dia de deixar na escolinha da Maria Rita, uns miminhos da Páscoa para o pessoal. Este anos as embalagens foram mais rápidas de fazer, mas continuram na linha da reutilização, tal como me apraz. O amarelo e branco são para mim as cores da Páscoa, pelo facto de lá na terra, ser a cor que prodomina na natureza por esta altura, por esse motivo as utilizei como cores das embalagens.
Com alguns pacotes de leite vazios, lavados e depois de retirar a camada de plástico, com papel de parede aos quadradinhos amarelos e brancos e fio de ráfia brano e amarelo fiz estas embalagens para um mix de amêndoas.




Ficaram umas embalagens simples mas perfeitinhas e eu satisfeita por ter reutilizado mais 7 pacotes de leite.

Beijos e abraços

quinta-feira, 10 de Abril de 2014

Plantas de interior

Eu não tenho hábito de colocar flores naturais em jarras. Não gosto de as ver murchar, entristece-me. Por esse motivo sempre fui apologista de plantas de interior. Tive algumas que não se deram bem no ambiente e morreram. Neste momento tenho apenas duas que me acompanham há 15 anos. A primeira esteve mal e pensei que não iria contar com ela, mas uns tempos na varanda a apanhar ar fresco fizeram-na renascer. A segunda pegou de uma pequenina estaca e lá se mantém forte.



Há dias li que ter plantas dentro de casa era excelente para purificar o ambiente. Fiquei a pensar como é  maravilhoso podermos usar a decoração em benefício da saúde, e que eu, sem ter noção disso, tenha contribuido para melhorar a qualidade do ambiente da minha casa Acho que vou aprender um pouco mais acerca do assunto e apostar noutras espécies.


Beijos e abraços

quarta-feira, 9 de Abril de 2014

E creme de legumes com fruta...

não se pode dizer que é detox? Sendo, posso andar satisfeita comigo mesma uma vez que  ingiro detox duas vezes por dia!
Estão intrigadas (os)  como entra a fruta na sopa? Eu explico: quando as maçãs e as peras começam a ter ares de que não vão ser comidas (muito maduras ou a ficar encarquilhadas) meto-as na panela da sopa, na qual nunca entra hidratos de carbono. Explicação dada, aguardo a vossa tão importante opinião.



Beijos e abraços

A minha Aloe Vera.

Penso que foi há pouco mais de um ano e meio que postei a minha pequena Aloe Vera que me foi gentilmente oferecida por uma pessoa que não me conhecia de lado nenhum e que percebeu o meu interesse pela planta. Era apenas uma folhinha retirada de uma planta grande e que chegou num vasinho pequenino.


Na altura não tirei a foto, mas tirei esta passados 4 meses.

Atualmente a minha planta está assim



A crescer assim um dia destes vou ter de mudá-la de vaso de novo. Certo é que agora já posso fazer experiências naturais com esta planta maravilhosa. Depois conto tudo, ok!

Beijos e abraços