Triste e apreensiva

Depois de nos terem afirmado e reafirmado que o boato que a escola primária onde pretendíamos  colocar a Maria Rita ia fechar era um boato falso, telefonam-me hoje do agrupamento a dizer que no próximo ano letivo a escola deixará de ter o 1º ano, e por adiante até fechar, e para optarmos por outra o quanto antes. Nem queria acreditar no que estava a ouvir!
E agora como eu lhe digo que ela já não vai para escola que conhece desde bébé, e que já não poderá almoçar na Taita*, e que o sacríficio dos almoços na escola terão de continuar!?
A minha menina tímida vai para uma escola com não sei quantas salas da pré, com não sei quantos 1º, 2ºs, 3ºs e 4ºs anos e a mim só me apetece chorar porque não tenho outra alternativa para lhe oferecer!



Taita* é a senhora que tomou conta do Pedro quando bébé, que toma conta das minhas filhas desde sempre, sempre que necessito.

Beijos e abraços 

Comentários

  1. Não desanimes. A minha filha não foi colocada na escola onde fez a pré e onde ia colocar o mais novo. Na altura fiquei bastante chateada pois o agrupamento é mais longe, e ali era pertinho de casa, dava para ir a pé. Mas agora só posso estar contente. É longe sim, mas apesar de ser uma escola muito maior, com muitos mais alunos, as professores e auxiliares são espectaculares, a comida é boa, têm uma óptima associação de pais e uma directora incansável. E mesmo o pessoal do infantário (onde está o mais novo) é incrivel, ele chora quando lhe digo que não vai para a escola, para veres como ele adora aquilo. Por vezes as mudanças são uma coisa boa, e espero sinceramente que seja este o caso. Haja esperança.

    ResponderEliminar
  2. Querida Lassalete, não desanime...não vou comentar o que se passa por este país no que toca a escolas fechadas e os problemas daí vindos que todos conhecemos e que por vezes nos tocam à porta como é o caso...digo-lhe apenas que tenha calma...compreendo-lhe a tristeza...eu estaria igual...mas os mais pequenos têm uma capacidade de adaptação imensa e o que nos parece terrível ...eles depressa ultrapassam e seguem em frente felizes rumo ao futuro...num outro cenário diferente do que tínhamos imaginado...mas estarão precisamente a cumprir o seu caminho...para eles a mudança, sobretudo na idade da sua filhota, não é uma coisa má obrigatoriamente...não pode é perceber que a Lassalete pensa que é....Vai tudo correr bem...e sabe porquê...? Porque com a mãe que tem vai ter o apoio certo para ultrapassar esse percalço!!! Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Minha amiga, não desesperes, vais ver que ela se vai adaptar bem a mudança, não lhe mostres essa tristeza e essa preocupação porque ao sentir-te apreensiva também ela vai ficar, tenta mostrar-lhe os pontos positivos (como uma escola nova, com mais espaço, com novos amigos e por aí fora) vais ver que vais ficar surpreendida.
    Compreendo a tua preocupação e que a distancia te possa causar algum transtorno, mas acredita que tudo tem solução e que tudo se resolve.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Minhas queridas, muito obrigada pela força!
    Eu sei que vocês têm todas razão. Eu é que com o impacto de uma notícia que já tinha sido descartada, fiquei nesta turbulência interior. Vou acreditar que a minha Rita se irá adaptar bem e que esta mudança até lhe vai trazer pontos positivos para que ela se torne um pouco mais extrovertida.
    Bem hajam por fazer deste meu mundo. beijinhos para todas

    ResponderEliminar
  5. olá mana! E tal como tu acho que há mais vantagens em escolas pequenas, com um ambiente familiar, mas parece que neste pais deixou de haver lugar para essas e que remédio temos senão acompanhar esta mudança, por mais que nos doa! Claro que haverão inúmeros aspetos positivos nessa mudança e a Ritinha sairá fortalecida nas suas competências sociais!Um abraço com saudade Vera

    ResponderEliminar
  6. Como compreendo os teus medos. Aconteceu ao meu MaiNovo ter de fazer os 3º e 4º anos numa escola onde havia alunos até ao 9º, fiquei arrepiada e assim que chegou ao final do 1º ciclo tirei-o de lá. O que é certo é que isso acabou por o fazer crescer e aprender a lidar com todos, os mais novos e os mais velhos e a desenvencilhar-se das mais difíceis situações. Acho que acabou por ser bom. Talvez aconteça o mesmo com a tua. Beijinhos e não desesperes :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Como cozinhar couscous.

Receita de detergente caseiro para a máquina da roupa.

Tira borboto - económico e eficiente.