Depois de 9 meses...

tal como tem acontecido ao longo destes quase 16 anos de vida em comum, o pai cá de casa está em pausa do basquetebol até Setembro. Na realidade ele já não é nenhum jovensinho é, isso sim, o jogador mais velho de sempre a fazer parte da liga portuguesa de basquetebol. Só pelos já quase 29 anos de serviço deveria ter direito a uma recompensa mais visível, era o que era, ou a uma reforma, uma vez que a idade que prevê, nos últimos anos, para terminar com a competição está quase aí (45 anos). Adiante. Estas pausas são sempre muito esperadas por mim, especialmente desde que a minha mais nova nasceu, uma vez que os treinos com saídas às 18:45 de casa e com regresso pelas 22:45h, 4 vezes por semana, e depois de um dia de trabalho (o basquete não é a sua profissão), já não contabilizando os fins de semana de ausência, e por tudo isto, quase nunca poder contar com ele como apoio na vida doméstica e familiar. Por esta altura já eu estou com a paciência a zero, o cansaço psicológico que a criança e adolescente me acabam por causar ao longo do tempo (porque quem quer bem educar acaba sempre por se cansar), aliado à organização da casa, da vida, mais o emprego já dá mostras bem acentuadas dos seus efeitos negativos. Durante estes 9 meses eu quase me esqueço de cuidar de mim. Agora é hora de me mimar um pouco e de dividir a pasta dos encargos.
Eu preciso urgente de perder uns quilos que se me alojaram aqui na parte superior e inferior do abdomen e na cintura, para além de toda esta flacidez que me ataca os músculos do corpo todo (a idade não ajuda nada mesmo, quem passou dos quarenta sabe bem do que falo). Eu nunca consegui fazer uma alimentação certinha, se em simultâneo não fizesse nenhum tipo de exercício físico, daí estes quilinhos a mais.  Agora que o marido está em pausa é ver-me a exercitar entre corridas e caminhadas, é fazer pesos para tentar tonificar estes flácidos músculos (o do adeus está mesmo ruim), é ver-me comer só comidinhas saudáveis e é ver-me pedir ao S.Pedro que mantenha o tempinho assim com sol, para que a desmotivação e a vontade de ingerir porcarias não me ataque!

Por cá tem-se comido (eu, o marido também alinha ao jantar )

coisas dentro deste género

 Para enganar a fome entre refeições comem-se coisas assim

e assim


Por vezes também são pequeno almoço, barradas com compota caseira ou queijo fresco magro.
Bebe-se mais água do que sempre, e muito chá.

Vamos lá ver se é desta que consigo mudar alguns (muitos) maus hábitos e perder o que tenho ganho em termos de pneus!

Beijos e abraços e
tenham um excelente fim-de-semana

Comentários

  1. Como sabe também estou nessa...vamos lá!!!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bora lá provar a nós próprias como somos capazes!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Força. também estou contigo, embora não esteja tão motivada :)
    Minha amiga, estou com problemas no iol, por isso, manda-me email para florcriativa1@gmail.com, gostava muito de vos ter por cá :)
    Bom fim de semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Adoro essas bolachas de arroz. E fazes muito bem Lassalete em cuidar de t que a idade não perdoa. Força :)

    ResponderEliminar
  4. Eu também preciso. A terceira gravidez deu-me muitos kilos de presente :) mas ainda estou a amamentar, por isso ainda não convém estar com grandes regimes. Mas lá chegarei. Força L. e tudo a correr bem.

    ResponderEliminar
  5. Também estou tentando...não engordar! Boa!

    ResponderEliminar
  6. Eu também gostava de ter a mesma força...mas nem sei se é muito boa ideia perder muito,as resevas até podem vir a ser precisas...em tempo de crise nunca se sabe:)Mas meninas coragem:)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Como cozinhar couscous.

Receita de detergente caseiro para a máquina da roupa.

Tira borboto - económico e eficiente.