Refeições económicas.

Tal como tenho insistido em alguns posts, quem quer sobreviver nestes tempos tão dificeis tem de tentar gastar o menos possível de forma a que o dinheiro chegue para tudo o que é necessário. As refeições são daquelas coisas em que se pode poupar, e muito, quando confecionadas em casa, para além de serem muito mais saudáveis. Eu nunca fiz de outro modo, se bem que de vez em quando ia ao take away e agora é rarissimo.
Eu adoro comer peixe e atualmente este é bem mais caro que a carne. Como eu tenho a sorte de viver à beira mar, numa cidade pequena e onde toda a gente se conhece, consigo arranjar a um preço muito acessível até para a minha magra carteira. Há dias consegui que me vendem-se meia centena de sardinhas das pequeninas a 3 euros. Foram refeição para quatro pessoas e comemos, a certa altura por gula. Também consigo arranjar com frequência polvo a 2.50 euros o quilo. Compro cerca de 10 a 12 kg e congelo, e aí fico com polvo para uma boa temporada com a vantagem de poder fazer receitas variadas. Hoje por exemplo foi cozido com batata e legumes e regado com molho verde, nham, nham!
 
Um dos peixes que toda a gente cá em casa aprecia por unanimidade é o bacalhau. Este aqui eu aproveito as promoções (ainda agora houve uma muita boa no pingo doce) para repor o stock. O bacalhau sendo um peixe caro, sem estar promoção, é muito versátil na forma como podemos cozinhá-lo, sendo que quando cozinhado às lascas ( à brás, com natas, à gomes de sá, etc) torna-se numa refeição bastante em conta.
 
 
Boas poupanças
 
 
Fiquem bem
 
Até o próximo post
 


Comentários

  1. Eu cá vivo rodeada pelo mar e não tenho tanta sorte! O melhor que consegui foi a promoção do atum a 4 euros... e comprei uns bons bifes!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Como cozinhar couscous.

Receita de detergente caseiro para a máquina da roupa.

Tira borboto - económico e eficiente.