Travanca - minha terra.

Foi nesta terra que nasci e vivi até aos 18 anos. Apesar de a vida não ter sido fácil é daqui que guardo cheiros, ruídos, tempos e sabores inesqueciveis. Quando cá venho ganho uma nova energia. Sou decididamente uma mulher da aldeia pois é aqui que sinto a paz que tantas vezes necessito.


Vejam só como este verde contagia a alma





Fiquem bem

Até o próximo post

Comentários

  1. Porque será que esse post me deixou nostálgica!Com uma saudade imensa, um aperto no peito...pq é que a vida nos leva para tão longe dos que amamos? fica a saudade e a espera para voltar...

    ResponderEliminar
  2. Sorry maninha, não era minha intenção.
    Nada acontece por acaso e se a vida quis que ficasses por aí algum tempo mais do que o previsto é porque era o melhor para ti. Acredito piamente que com essa vontade toda de voltar esse dia chegará. Eu também sinto falta de vos ter mais perto, sinto saudades de poder deixar uma conversa a marinar e poder continuá-la no dia seguinte.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. A nostalgia não é necessariamente má! É so saudade e vontade de vos ter por perto:). Saudade dos Verões em que passava todo agosto em tua casa, tagarelávamos até tarde...bjos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Como cozinhar couscous.

Receita de detergente caseiro para a máquina da roupa.

Tira borboto - económico e eficiente.