Aproveitar antes que estrague.

Quem me conhece bem sabe que eu sou daqueleas pessoas que sempre teve uma vida económica estável, ou seja, sempre fui remediada. Mas para conseguir ser remediada sempre tive de ser muito poupada e não deixar estragar nada para além de  comprar sempre o necessário, não mais do que isso.
Com vocês deve acontecer, como acontece comigo, de ter sobras por exemplo de um bocadinho de cebola que sobrou do refogado por ser excessivamente grande, de um bocadinho de cenoura que sobrou da salada, ou até de maçã porque as pequenas só comeram metade e a outra metade ficou a murchar. Eu quando isso me acontece faço um puré de batata e junto todos estes restos para não os estragar e o puré fica bem gostoso e não precisa de levar ovo porque a cenoura já lhe dá cor. Se precisar fazer sopa é óbvio que meto tudo na panela, às vezes até peras eu meto quando estas estão a ficar muito maduras e ninguém mostra interesse em comê-las.
Quando por algum motivo tenho fruta a ficar muito madura (e em algumas quantidades, o que acontece quando os dias são mais quentes) e vejo que não vai ser possível comê-la toda, nessas alturas faço compotas multifrutas,  porque eu atualmente sou uma grande consumidora de compotas pois tenho o hábito de juntá-las ao meu iogurte natural caseiro.


Não é só restos de legumes e fruta que eu aproveito. Eu aproveito tudo o que for possível. Por exemplo, se eu cozo batatas  com legumes para acompanhar um peixe grelhado e na volta até sobram batatas e alguns legumes eu guardo-os e numa outra refeição  parto tudo em pedaços pequenos saltei-os numa frigideira com um pouco de azeite  e alho, acrescento um pouquindo de fiambre aos cubos, ou bacon, e 2 a 3 ovos batidos e temperados de sal e pimenta qb e deixo cozinhar mexendo de vez em quando. Pronto tenho outra refeição prontissima a comer e muito económica. 

Quando estamos na época e temos em abundância  determinados legumes tipo o tomate, as nabiças couve, os grelos, as abóboras, as curgetes  eu trago em grandes quantidades da aldeia para que não estragarem, congelo-os e vou tendo para uma boa temporada, a preço zero, no meu caso porque trago de casa da minha mãe. Alguns não preciso de comprar o ano todo como é o caso da abóbora.
Por falar em aproveitar hoje vou fazer uma compota de kiwi porque  não vou dar conta do recado sem que alguns apodreçam ( este ano não comprei porque têm me dado tantos que às veze têm de saltar para a panela).




Fiquem bem

Até ao próximo post

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Como cozinhar couscous.

Receita de detergente caseiro para a máquina da roupa.

Tira borboto - económico e eficiente.